Patrocar - Serviços e Produtos Automotivos- 26 anos de experiência

Seg-Sex: 08:00 - 18:00

Sábados: 08:00 - 12:00

Honesto de Verdade

26 Anos de Experiência

WhatsApp 16 99128-0286

Orçamento sem Compromisso

Quando devo trocar os amortecedores?

Dica Patrocar - Quando devo trocar os amortecedores?

Algumas oficinas recomendam trocar todo o sistema de amortecedores a cada 40 mil quilômetros. Essa generalização deve ser interpretada com cuidado, pois o tempo de vida de um determinado componente da suspensão pode ser maior ou menor dependendo da condução feita pelo motorista e pelo tipo de solo no qual o carro está andando.

Por isso, é recomendada uma revisão do funcionamento do carro a cada 10 mil quilômetros, a fim de identificar peças em mau funcionamento.

O desgaste do amortecedor é algo de difícil detecção, pois acontece aos poucos. Por isso, muitos condutores deixam para trocar as peças da suspensão quando o sistema já está em mau funcionamento, com possibilidade de causar defeitos em outros sistemas do carro.

A manutenção preditiva dos amortecedores é mais barata, pois começa por investigar os componentes do amortecedor que estão com alguma falha ou defeito e, então, ocorre a troca apenas desses componentes.

Vazamento de fluidos

Quando o amortecedor apresenta vazamentos, ele se torna incapaz de dissipar a energia de movimento das rodas, comprometendo, assim, sua função principal como componente da suspensão do carro.

Os vazamentos acontecem principalmente por falhas de vedação na região superior do cilindro dos amortecedores, ou falhas devido à fadiga de algum componente. Se houver danos na coifa e nos batentes, é possível a contaminação do óleo hidráulico com partículas estranhas.

Essas partículas geram atrito com as partes internas do cilindro, podendo desgastar a vedação do conjunto e, assim, causar um vazamento de óleo hidráulico. Como as peças são danificadas por dentro, esse tipo de condição requer a troca dos componentes, e não apenas do óleo contaminado.

Ao passar por terrenos acidentados ou em condições desfavoráveis para um carro de passeio, é possível que esses detritos contaminem o fluido interno, pois o desgaste da coifa protetora é rápido nessas situações.

Quando partículas estranhas aderem à haste do amortecedor, elas se comportam como abrasivos internos, o que acaba por causar problemas de vedação. Esses problemas de vedação ocorrem geralmente na parte superior do cilindro, levando ao vazamento do fluido interno.

Quando ocorre esse tipo de falha, o óleo vazado fica bem aparente na parte externa do amortecedor, pois os movimentos da suspensão forçam continuamente a saída dos fluidos internos.

O que é o kit de amortecedor?

O kit de amortecedor é composto por peças que costumam ser trocadas juntas e com maior frequência do que outros componentes do amortecedor. Os kits de amortecedor contam com coxim, coifa e batente, e cada uma dessas peças é de fundamental importância para manter as rodas no chão. Veja só:

  • coxim: é uma peça de metal com revestimento feito de borracha, que auxilia a dissipação de energia cinética. Essa peça recebe o impacto da suspensão do carro, sustentando o amortecedor na carroceria;
  • coifa: é uma capa que envolve a haste de suspensão, protegendo-a contra a poeira, penetração de detritos e vazamentos no amortecedor. É feita de borracha por se tratar de uma peça de vedação;
  • batente: sustenta a mola no amortecedor, sendo dimensionado para manter o curso da mola dentro de uma determinada medida. Reduz, assim, a batida da mola, aumentando sua vida útil.

Comentários

comentários

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Precisa de ajuda? Converse com a gente!