Patrocar - Serviços e Produtos Automotivos- 26 anos de experiência

Seg-Sex: 08:00 - 18:00

Sábados: 08:00 - 12:00

Honesto de Verdade

26 Anos de Experiência

WhatsApp 16 99128-0286

Orçamento sem Compromisso

Qual é a real importância do amortecedor em um carro?

Dica Patrocar - Qual é a real importância do amortecedor em um carro?

Existem diversos movimentos de instabilidade que o carro executa durante uma viagem e essa instabilidade pode causar problemas de desconforto, falta de dirigibilidade e insegurança para o veículo.

Em pavimentos esburacados, por exemplo, o amortecedor funciona como um isolante de movimento, suavizando os solavancos que as rodas do carro estão transmitindo para o chassi e para os passageiros.

Além disso, os amortecedores têm a função de manter as rodas em contato permanente com o chão. Isso por que a dissipação da energia mecânica nos óleos hidráulicos ajuda a homogeneizar a distribuição do peso para as rodas, o que é muito importante para melhorar a durabilidade das peças em relação à fadiga.

Durante a frenagem

Quando o carro freia, os amortecedores da frente são solicitados a absorver a energia mecânica causada pelo deslocamento do centro de gravidade do carro para frente. A inércia do chassi tendendo a ir para frente também solicita os amortecedores traseiros, que evitam que as rodas traseiras saiam do chão.

Com esse movimento, as molas traseiras são distendidas e as dianteiras são comprimidas, agindo em conjunto com os amortecedores para suavizar o movimento do carro.

Curvas fechadas e em alta velocidade

Quando o carro realiza curvas acentuadas, a tendência é que o chassi seja jogado para fora da curva, saindo pela tangente. Esse movimento desloca lateralmente o peso do carro, sobrecarregando um lado e tendendo a levantar as rodas do outro.

Os amortecedores agem, então, para manter todas as rodas no chão e distribuir o peso do chassi de maneira mais uniforme, compensando os efeitos da inércia do veículo na curva.

Durante a aceleração

Analogamente à frenagem, a aceleração faz o veículo “empinar” a parte dianteira e abaixar a parte traseira. Esse movimento é muito mais aparente em situações em que os amortecedores estão mais desgastados, pois a energia do movimento não é devidamente absorvida por eles.

Em situações de aceleração brusca, o amortecedor suaviza o solavanco produzido, garantindo o conforto do motorista e dos passageiros.

Como identificar problemas no amortecedor?

Algumas boas práticas são indispensáveis para manter seu veículo sempre em bom estado. Saber identificar os problemas é o primeiro passo para a manutenção responsável, e é uma etapa que pode ser bem feita sem conhecimentos técnicos avançados, apenas com um olhar atento e boa disciplina.

No caso dos amortecedores, algumas observações simples podem garantir a identificação do problema antes que ele se agrave.

Sinta o balanço do carro

Todo mundo já viajou “dançando conforme a música” em um carro com a suspensão problemática. Quando as oscilações são muito aparentes, é preciso verificar com o mecânico se a energia da mola está sendo corretamente dissipada pelo amortecedor da suspensão.

Se o problema não for devidamente corrigido, pode ser que ocorra falha por fadiga em outras peças do carro, além de comprometer a segurança e o conforto da viagem.

Verifique se o óleo está vazando

Essa é muito fácil. Basta verificar de tempos em tempos se tem óleo na parte de fora do amortecedor. Isso pode ser sinal de vazamento, o que compromete todo o funcionamento dessa peça.

Com o vazamento do óleo hidráulico, o amortecedor perde sua função principal: a de dissipar a energia. É importante lembrar que mesmo os pequenos vazamentos devem ser tratados com seriedade para evitar problemas maiores no futuro.

Preste atenção nos detalhes

O amortecedor dá sinais de falha, que são, muitas vezes, perceptíveis apenas em longo prazo. Isso dificulta a identificação dos problemas para a maioria das pessoas, pois demanda um monitoramento constante dos detalhes do carro.

O tempo que o carro demora para parar totalmente quando o freio é acionado, por exemplo, pode indicar problemas no amortecedor. Como o freio depende da aderência do pneu no solo, um problema de suspensão pode comprometer o desempenho do freio, aumentando o tempo que o carro leva para parar completamente durante a frenagem.

Outro detalhe interessante de ser observado é o quanto o carro se desloca durante as curvas, acelerações e freios. Com o tempo, esse deslocamento tende a aumentar, devido ao desgaste do amortecedor.

Mas, como o desgaste é bem gradual, é preciso ficar atento a essas mudanças para saber identificar o problema junto com o acompanhamento na oficina.

Comentários

comentários

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Precisa de ajuda? Converse com a gente!