Patrocar - Serviços e Produtos Automotivos- 26 anos de experiência

Seg-Sex: 08:00 - 18:00

Sábados: 08:00 - 12:00

Honesto de Verdade

26 Anos de Experiência

WhatsApp 16 99128-0286

Orçamento sem Compromisso

16 Coisas Sobre Escapamentos de Veículos

Dica Patrocar - 16 Coisas Sobre Escapamentos de Veículos

1. O que é o escapamento?

Escapamento é o nome dado popularmente para o sistema de exaustão do veículo.

 

2. Para que serve um escapamento?

Basicamente, são duas as funções: reduzir o barulho que é gerado pelo motor do carro e filtrar as emissões de gases.

Por isso, os escapamentos são fundamentais para o bom funcionamento do veículo.

 

3. Como funcionam os escapamentos?

 

O sistema de exaustão do carro (escapamento) é formado por quatro partes.

A primeira é o tubo dianteiro.

A função dele é captar os gases que são emitidos no momento que o combustível é queimado para depois conduzi-los ao catalisador.

No catalisador, os gases têm a sua toxicidade reduzida de forma drástica: cerca de 95%.

Na próxima etapa, os resíduos vão em direção aos silenciosos intermediários e traseira.

Dessa forma, o motor emite menos ruídos e os resíduos são filtrados.

Depois de todo esse processo, os gases são emitidos na atmosfera.

Como os escapamentos funcionam todas as vezes em que o veículo é posto em funcionamento, o desgaste é inevitável.

E aí surge a grande necessidade de manutenção, o que merece comentários à parte.

 

4. Manutenção dos escapamentos de carros

O maior problema é a oxidação.

Uma das causas da oxidação é a água que acaba sendo liberada no momento em que ocorre a combustão.

O que também pode ajudar na corrosão é o combustível de péssima qualidade ou mesmo adulterado.

Por isso, é muito importante você abastecer o seu veículo sempre em um posto de confiança.

Evite abastecer em postos que cobram um valor por litro de combustível muito abaixo da média de sua cidade e que você não conheça a procedência.

O problema do combustível de péssima qualidade é que ele irá aumentar a corrosão do escapamento, porque contém muita água.

Um dos “sintomas” de que o seu veículo está com problemas no escapamento é justamente o aumento do gasto de combustível.

Uma dica importante de manutenção que você pode fazer em casa é lavar a parte de baixo do veículo com alguma frequência.

Mas não precisa ser a cada lavagem que você faz no carro.

Ao fazer a limpeza, não utilize nada mais do que sabão (neutro) e água.

Dessa forma, você não irá ressecar as borrachas de sustentação.

 

5. Por que escapamento merece a sua atenção

De acordo com essa matéria do G1, é muito comum os motoristas não darem a devida atenção ao escapamento do veículo.

Não é de se estranhar, portanto, que é somente quando o escapamento começa a dar problemas é que o motorista lembra dele.

Sinais de problemas são os barulhos muito fortes vindos de baixo do veículo ou quando o escapamento está literalmente caindo no chão.

Estima-se que o escapamento do veículo deveria ser verificado no intervalo de 3 meses ou depois de 20 mil quilômetros rodados.

 

6. Como conservar bem o seu escapamento

Você costuma dirigir por estradas esburacadas (algo muito comum no Brasil) ou sofreu um acidente envolvendo a traseira do veículo recentemente?

Se a resposta for positiva, é grande a probabilidade que exista algum problema com o escapamento do veículo.

Verifique todos os meses as abraçadeiras e os fixadores do escapamento.

Não tente realizar consertos por conta própria.

Se você fizer isso, poderá até mesmo aumentar o problema.

Se o veículo começar a apresentar problemas, não pense duas vezes: vá a uma oficina mecânica especializada Patrocar!

 

7. Cuidados que devemos ter com os escapamentos de carros para evitar problemas

Na direção, tome muito cuidado ao passar por lombadas que são muito altas e objetos que foram jogados na via.

Se você passar por cima de um pedaço de árvore, por exemplo, o escapamento poderá ser prejudicado.

Também nunca faça o seu veículo pegar no tranco.

Você arriscaria dizer o motivo?

Ao fazer isso, a gasolina que não for queimada pode estragar o escapamento.

 

8. Tipos de escapamentos para motos

Quem anda na carona em uma moto pode acabar por colocar a perna no escapamento e se queimar.

Para que isso não aconteça, é necessário cuidado na hora de escolher o escapamento para a sua moto.

Alguns modelos são feitos de inox e outros com uma cobertura reforçada de plástico.

Ela impede que as pessoas se queimem ao encostar no acessório.

Na mesma reportagem, o consultor técnico de motos Wilson Lopes alerta para o perigo do escapamento cromado.

É que ele retém muito o calor e o transfere para a perna de “descuidados”.

“Na prática, para quem vive o dia a dia no trânsito, os que sofrem mais são os que estão de bermudas”, avisa ele.

 

9. Tipos de escapamentos de carros

Existem quatro tipos de sistema de exaustão para carros (escapamento).

O primeiro é o sistema de exaustão de saída única, que é muito fácil de ser encontrado.

O tubo de escape possui uma única saída para expelir os gases que vêm do motor.

É um tipo de escapamento que não é caro de instalar e é econômico.

A localização do tubo de escape fica na parte de trás do carro e do lado do motorista.

O segundo tipo de sistema de exaustão é o de saída dupla traseira.

Como o nome já diz, são dois tubos de escape localizados na traseira no carro.

O som que o motor faz parece aumentar ainda mais a potência.

A saída dos gases provenientes do motor é bem mais eficiente do que no carro que possui o sistema de exaustão de saída única

Já o terceiro tipo de sistema de exaustão é aquele que possui saída de escape dupla lateral.

Ele é formado por dois tubos de escape que estão localizados nas laterais do carro.

O quarto tipo de sistema de exaustão é o de alta performance.

Como eles filtram e eliminam os gases com alta eficiência, também são mais caros que os tipos acima citados.

Entretanto, a instalação desse sistema demanda mudanças no bloco.

Se você tiver um bom dinheiro guardado, o sistema de exaustão de alta performance é uma escolha que deve ser considerada.

 

10. Escapamentos e meio ambiente

Os modelos originais de escapamentos vêm equipados de fábrica com o catalisador.

Você sabe para que serve o catalisador?

Ajuda a filtrar o ar.

Isso significa que a moto irá expelir menos fumaça e ainda fazer menos ruído.

Desta forma, o catalisador original é mais ecologicamente correto.

Lembre sempre de cuidar qual a poluição que seu veículo emite no meio ambiente.

De nada vale ter um item esteticamente bonito, mas que está prejudicando todos ao seu redor.

Sabemos que motos, carros, caminhões e outros veículos são responsáveis por emitir gases tóxicos todos os dias, e esse é um fator que prejudica a saúde dos brasileiros.

Vamos pegar o exemplo a cidade que possui a maior frota de veículos no Brasil: São Paulo.

De acordo com o Estadão, a poluição em São Paulo superou duas vezes o limite da OMS (Organização Mundial de Saúde) em 2016.

E muito disso é resultado da poluição dos veículos.

De acordo com Paulo Saldiva, médico patologista e professor da Faculdade de Medicina da USP, em matéria do Blog da Saúde, há razões claras para o aumento da poluição nas grandes cidades.

Aumento da frota e a lentidão do trânsito são as principais, pois fazem com que os veículos emitam mais poluentes ao estarem presos em congestionamentos.

“Em outras palavras, quanto mais tempo ficamos presos em congestionamentos intermináveis, maior será a nossa dose de poluição”, alerta ele.

Por isso, pense muito bem na hora de trocar o escapamento de sua moto por um esportivo.

 

11. Proibições do uso de escapamentos

Como já vimos, tome muito cuidado para que seu veículo equipado com escapamento esportivo não faça barulho em excesso.

Em outras palavras: é proibido trafegar com um veículo barulhento nas ruas do Brasil.

Também é proibido que o escapamento esteja aberto.

Isso ocorre quando os abafadores são retirados e perfurados além da saída original.

 

12. Dá para customizar escapamentos?

As proibições existentes não eliminam completamente a possibilidade de customizar escapamentos.

Aliás, você sabe dizer o que é uma moto que passou pelo processo de customização?

O professor universitário Fábio Magnani explica em seu blog:

Custom (customizada, em português) é qualquer moto com design diferente das motos de linha, e com fabricação artesanal. A diferença em relação às motos de fábrica pode ser na estética, na estrutura ou na performance.”

Ao realizar mudanças no modelo original da moto, isso significa que ela foi customizada.

Se você for customizar o escapamento da moto, a dica é nunca fazer isso por conta própria.

O motivo é o risco de causar danos ao funcionamento do veículo.

De acordo com o mecânico Flávio Godoy, no jornal A Tribuna, “mexer no escapamento pode provocar problema nos motores, falhas na marcha lenta, além de um consumo excessivo de gasolina.”

Também existe um risco ainda maior.

Você sabia que é possível que o escapamento exploda por causa do excesso de gás?

Na mesma reportagem, Flávio Godoy afirma que a chave é desligada para conseguir esse barulho, mas o combustível continua saindo.

“Quando acumula gás no escapamento, aumentam as chances de uma explosão”, adverte.

Então, não arrisque a sua vida em busca de um escapamento customizado.

Mas se você quiser assim mesmo instalar o escapamento customizado, daremos dicas que são úteis.

 

13. O que são os escapamentos esportivos?

Em primeiro lugar, os escapamentos esportivos não possuem o catalisador, ou seja, emitem mais fumaça.

Isso acontece porque o orifício é de um tamanho maior, assim como o cano e pressão que vem do motor e força o movimento do óleo.

Se você possui uma moto com escapamento esportivo, é preciso tomar muito cuidado.

Verifique com frequência o reaperto da descarga no cabeçote.

Pode acontecer de a descarga estar furada.

A consequência do problema na descarga no cabeçote é a emissão de um barulho acima do normal.

Por isso, fique atento aos sinais que o veículo dá.

 

14. É possível ser multado por causa do escapamento do veículo?

A verdade é que você não pode ser multado por causa do escapamento esportivo.

Mas isso não significa que não aconteça no Brasil.

E por que acontece? Vamos explicar.

Para começar, a dica é sempre seguir à risca as leis de trânsito para evitar problemas como a lei.

No artigo 230, VII do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), consta que o condutor não pode alterar a cor ou característica do veículo.

Ao lermos o CTB, é possível verificar a existência de quatros categorias diferentes de infrações.

Acompanhe com atenção.

  1. Infração leve: multa de R$ 88,38 e 3 pontos na Carteira de Habilitação (CNH);

  2. Infração média: multa de R$ 130,16 e 4 pontos na CNH;

  3. Infração grave: multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH;

  4. Infração gravíssima: multa de R$ 293,47 (o valor pode ser multiplicado) e 7 pontos na CNH.

A infração que consta no artigo 230 é grave.

Além disso, o veículo é retido para regularização.

Mas atenção: a instalação do escapamento esportivo não muda a característica do veículo.

Isso significa somente uma coisa: a lei não proíbe que você instale no seu carro ou moto o escapamento esportivo.

Vale ainda consultar o que diz a Resolução CONAMA nº 252/1999 no artigo 5, § 1°:

“Os sistemas de escapamento, ou parte desses, poderão ser substituídos por sistemas similares, desde que os novos níveis de ruído não ultrapassem os níveis originalmente obtidos e declarados pelo fabricante do veículo, conforme Resoluções CONAMA nos 1, 2, e 8, de 1993, e os estabelecidos na Tabela 1.”

Mesmo assim, se você quiser garantir que não vai se incomodar e ter que recorrer depois de uma multa indevida, é possível ir até o Detran e pedir para regularizar a situação.

Informe qual o escapamento que você deseja colocar, pague as taxas, faça as vistorias e receba o Certificado de Segurança Veicular (CSV).

Desse modo, será impossível qualquer autoridade lhe aplicar uma multa.

 

15. Quando o escapamento dá multa?

Entretanto, é possível ser multado se o seu escapamento passar dos limites de emissão de ruídos.

A autoridade de trânsito não pode emitir a multa com base apenas no “achismo”, alegando que o carro está emitindo muito barulho no escapamento.

É necessário ter um aparelho específico para medir os decibéis.

O nome do aparelho é decibelímetro.

É o mesmo utilizado para multar o condutor por estar com o som alto demais.

 

16. Por que cuidar com o excesso de barulho

Você sabia que o o excesso de barulho causa muitos problemas à saúde pública?

É o que afirma a bióloga Ana Marisa Gonçalves, no site G1:

“Insônia, vários distúrbios e irritabilidade. Às vezes, a pessoa nem está percebendo [a irritação] e que a causa é o problema de ruído”.

A nossa dica é tomar cuidado para não receber uma multa.

Se você acha que o ruído do escapamento do seu veículo está alto em excesso, leve a uma oficina especializada para verificação.

 

Conclusão

Você viu que os motoristas não costumam dar muita atenção ao escapamento até o dia em que o veículo começa a apresentar problemas.

Recomendamos que você siga à risca nossas dicas para que não seja surpreendido com o mau funcionamento do escapamento.

Vimos também os diferentes tipos de escapamentos e demos destaque especial aos esportivos, que chamam a atenção de milhares de brasileiros.

Também debatemos a questão polêmica sobre os veículos que recebem multas por causa de alterações no escapamento.

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de compartilhar o conteúdo!

Comentários

comentários

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Precisa de ajuda? Converse com a gente!